Imprensa Nacional apresentou o seu Plano Editorial para 2024

A Imprensa Nacional, chancela editorial da Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM), apresentou ontem, na sua Biblioteca, o Plano Editorial para 2024, que prevê a edição de cerca de 70 novos livros.

A apresentação foi conduzida por Duarte Azinheira e Cláudio Garrudo, administrador e diretor de Edição e Cultura da INCM, respetivamente, sublinhando que este Plano Editorial constitui uma aposta renovada na promoção e na defesa da língua e da cultura portuguesas, a que a editora pública já nos habituou, abrangendo autores e temas muito diversos, para além de novas coleções.

Estas novas edições vêm assim juntar-se aos cerca de 2.000 títulos ativos do seu catálogo, 91 dos quais com prémios e menções honrosas, aos 115 títulos recomendados pelo Plano Nacional de Leitura, aos 465 livros digitais e aos 9 audiolivros gratuitos.

Em 2024 a Imprensa Nacional vai iniciar a publicação de 4 novas coleções: a coleção Editores Portugueses, que resulta de conversas de Jorge Reis-Sá com Zeferino Coelho e Guilhermina Gomes; a coleção J, dedicada à joalharia portuguesa, que se inicia com Tereza Seabra e Alexandra de Serpa Pimentel; a coleção M, dedicada às marcas históricas portuguesas, cujo volume 1 será sobre Marcas de Conservas; e a coleção Biblioteca de Dança, cujos primeiros livros serão Dançar com o III Reich, de Laure Gilbert, e Dança e Poder, de Maria João Castro.

Em termos de novidades de autores clássicos podem destacar-se a publicação de O Corcunda por Amor e Outras Obras Dramáticas, na coleção Edição Crítica de Almeida Garrett, A Cidade e as Serras, na coleção Edição Crítica de Eça de Queirós, Romance dum Homem Rico, na coleção Edição Crítica de Camilo de Castelo Branco, Mau Tempo no Canal, na coleção Obra Completa de Vitorino Nemésio, e Poemas de Alberto Caeiro, na coleção Pessoana.

A coleção Obras de Mário Soares tem no Plano Editorial 2024 prevista a edição de mais 3 livros, Entrevistas, Escritos Políticos e Retratos.

A Imprensa Nacional continuará a publicar, neste ano, a Obra Completa de Teixeira de Queiroz, a Biblioteca José-Augusto França, bem como a Obra Completa de Maria Ondina Braga. Da autora bracarense é esperado um volume reunindo três romances: Noturno em Macau, Angústia em Pequim e A Personagem.

Também a coleção Biblioteca Fundamental da Literatura Portuguesa terá novos autores, que não podiam faltar, como Alexandre Herculano com Eurico o Presbítero, e Luís de Camões com Os Lusíadas.

Personagens fundamentais da cultura universal e portuguesa serão temas da coleção O Essencial sobre, com títulos dedicados a Natália Correia, Augustina Bessa Luís, Olga Roriz, ou ao Surrealismo Português, entre outros.

A recente coleção Plural Letra Poema, que reúne letras de músicas portuguesas, publicará dois livros com poemas de Mafalda Veiga e de Miguel Araújo.

Na arte e na fotografia contemporânea portuguesa, dois destaques para novos livros da coleção Ph., dedicados a Manuela Marques e a Gérard Castello-Lopes.

Para os leitores mais novos a editora pública portuguesa apresenta também várias propostas.  Nas coleções dedicadas ao infantojuvenil vão ver a luz do dia livros sobre Augustina Bessa-Luís, Camões, a Patinagem, o Diário da República, a obra de Almada Negreiros na Gare Marítima de Alcântara, e Josefa de Óbidos.

As parcerias entre a Imprensa Nacional e diversas entidades, como a CACE – Coleção de Arte Contemporânea do Estado, o Museu Nacional de Arte Antiga, o Museu Nacional de Arqueologia, o Palácio Nacional da Ajuda, o Panteão Nacional, a Fundação Calouste Gulbenkian, o MUDE – Museu do Design e da Moda, a Biblioteca Nacional e a EGEAC, justificam a publicação de diversos novos títulos, com especial atenção às artes, em que se incluem catálogos de exposições, mas não só.

Para assinalar a efeméride dos 50 anos do 25 de Abril, a Imprensa Nacional tem previstas várias publicações de que destacamos os livros Encontro dos Liberais, 1973: 50 Anos Depois, de António Araújo, e Noticiar a Liberdade.

Por fim, na área digital, disponível no site da editora, a Imprensa Nacional oferece, de forma totalmente gratuita, dois novos audiolivros, As Guerras de Alecrim e Manjerona, de António José da Silva, e Comédia de Rubena, de Gil Vicente. Aqui, divulgará ainda livros digitais da série Camiliana, dedicada a Camilo Castelo Branco.

48 Anos do Diário da República

48 Anos do Diário da República

Os 48 anos do Diário da República e da publicação da Constituição da República Portuguesa foram assinalados, no dia 10 de abril, com uma apresentação temática, intergeracional, na Escola Primária de Alcorriol, no concelho de Torres Novas. A apresentação, inserida na...

read more
Skip to content