A primeira viagem de circum-navegação é um dos grandes feitos da história da humanidade
A primeira viagem de circum-navegação é um dos grandes feitos da história da humanidade

INCM apresenta moedas que celebram a viagem de Circum-navegação de Fernão de Magalhães

30 de maio de 2019

Duas moedas – uma corrente e outra de coleção – comemorativas dos 500 Anos da Primeira Viagem de Circum-navegação de Fernão de Magalhães, ambas desenhadas pelo artista plástico Luís Filipe de Abreu, foram ontem apresentadas ao público numa cerimónia realizada a bordo da caravela Vera Cruz.

A moeda corrente, com o valor facial de 2 euros, conta com uma emissão de 750 mil exemplares com acabamento normal, além de 10 mil unidades com acabamento especial proof e outras tantas com acabamento BNC, contribuindo para celebrar uma das mais importantes e extraordinárias expedições da história da humanidade, iniciada em 1519 por Fernão de Magalhães.

Por sua vez, a moeda de coleção, com o valor facial de 7,5 euros e emissões em ouro e em prata, é a primeira de uma série de moedas a emitir ao longo de quatro anos, que correspondem ao tempo de duração da primeira viagem de circum-navegação, assinalando, em cada ano, os marcos mais importante da expedição empreendida pelo navegador português: a partida, em 1519; a passagem do Estreito em 1520; a morte de Magalhães na ilha de Mactan, em 1521; e a conclusão da viagem, em 1522.

A sessão de apresentação contou com intervenções de José Inácio, comandante da caravela Vera Cruz, de José Marques, Presidente da Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Circum-navegação de Fernão de Magalhães, de Alcides Gama, membro do Conselho de Administração da INCM, e do historiador José Manuel Garcia.

Imagem maximizada

fechar [X]