O ator António Fonseca dá voz ao audiolivro Amor de Perdição
O ator António Fonseca dá voz ao audiolivro Amor de Perdição

Já disponível o 2.º audiolivro da Imprensa Nacional: Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco

9 de junho de 2021

A Imprensa Nacional iniciou, em 2020, uma coleção de audiolivros de grandes clássicos da literatura portuguesa, que disponibiliza gratuitamente no seu sítio de internet, em www.imprensanacional.pt

Depois de Mensagem, o único livro de poemas em português que Fernando Pessoa publicou em vida, e que teve leitura de Luísa Fidalgo, é com Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco, que a editora pública portuguesa prossegue a sua coleção de audiolivros, coordenada por Jorge Reis-Sá.

Foi através do movimento Portugal entra em Cena, surgido para dar resposta à crise na área da Cultura provocada pela pandemia do COVID-19, e materializado numa plataforma digital onde as empresas públicas e privadas lançaram desafios e investiram em artistas.

Foi por entre dezenas de candidaturas que a Imprensa Nacional selecionou a voz deste audiolivro, a do ator António Fonseca. A edição ficou a cargo de Luís Franjoso e a assistência foi de Rosa Cardoso.

A leitura de António Fonseca teve por base o volume, de 2012, publicado na coleção «Edição Crítica das Obras de Camilo Castelo Branco», uma edição que conta com coordenação do académico Ivo Castro, da Faculdade de Letras de Lisboa, e com um vasto leque de investigadores.

O romance Amor de Perdição é recomendado pelo Plano Nacional de Leitura. «Faz-me tristeza pensar eu que floresci nesta futilidade da novela…», escreveu Camilo Castelo Branco, referindo-se, em 1879, ao seu Amor de Perdição. O que, porém, aqui floresce é a arte de Camilo, sobretudo o que faz a sua grandeza: a liberdade do romancista diante da novela, reconhece Abel Barros Baptista a propósito deste romance.

O Mandarim, de Eça de Queirós, é o próximo audiolivro previsto.

Escute aqui gratuitamente a obra Amor de Perdição.

Imagem maximizada

fechar [X]