O Prémio Camões foi instituído por Portugal e pelo Brasil em 1988
O Prémio Camões foi instituído por Portugal e pelo Brasil em 1988

Escritor cabo-verdiano Germano Almeida vence Prémio Camões 2018

22 de maio de 2018

O mais prestigiado prémio literário da língua portuguesa foi atribuído, este ano, ao escritor cabo-verdiano Germano Almeida, autor de O Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo (1991), entre outras obras.

O anúncio foi feito ontem pelo Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, após reunião do júri, no Hotel Tivoli, em Lisboa.

De acordo com o júri, o Prémio Camões 2018 foi atribuído ao escritor cabo-verdiano por «unanimidade», devido à «riqueza de uma obra onde se equilibram a memória, o testemunho e a imaginação».

Instituído por Portugal e Brasil em 1988, o Prémio Camões presta anualmente homenagem à literatura em português, elegendo um escritor cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento «do património literário e cultural da língua comum».

Imagem maximizada

fechar [X]