Estima-se que durante 2013 sejam produzidas cerca de 25 000 000 de vinhetas médicas
Estima-se que durante 2013 sejam produzidas cerca de 25 000 000 de vinhetas médicas

Novas vinhetas médicas mais seguras e mais fáceis de requisitar

5 de dezembro de 2012

A partir deste mês, as receitas médicas prescritas manualmente passam a ser validadas através de um novo modelo de vinhetas emitido pela INCM, que, além da identificação dos médicos ou locais de prescrição, passa a ter uma numeração única por vinheta que aumenta o nível de controlo e a incluir elementos anti-cópia, nomeadamente um holograma específico, facilmente reconhecível, que dificulta fortemente as tentativas de falsificação.

Note-se que, apesar da obrigatoriedade da prescrição de medicamentos de forma eletrónica, continuam a existir situações excecionais em que se permite o uso da receita manual, o que exige a adoção de mecanismos e medidas especiais de segurança que garantam a integridade do processo.

Estudos efetuados em países onde a prescrição eletrónica é já uma realidade há vários anos indicam que a prescrição manual terá sempre um valor de cerca de 10% da prescrição total.

A INCM foi também o parceiro escolhido pelo Ministério da Saúde para a implementação de um novo processo de encomenda e distribuição das novas vinhetas médicas, bastante mais simples e prático para os médicos e outras entidades de saúde que têm que fazer a sua aquisição e para as autoridades que têm que gerir o processo.

Através da integração de uma plataforma eletrónica, desenvolvida pela INCM, com o Portal do Prescritor do Ministério da Saúde, os médicos e outras entidades de saúde, após processo de autenticação, podem agora efetuar as suas requisições online, efetuar o pagamento por via eletrónica e receber as vinhetas com toda a comodidade no local que escolherem, através de envios registados.

Esta solução, além de tornar o processo administrativo bastante mais simples e eficaz, permite ainda aumentar a qualidade e a segurança das novas vinhetas médicas.

O sistema encontra-se disponível desde 3 de dezembro e estima-se que durante 2013 sejam produzidas cerca de 25 000 000 de vinhetas médicas.

Imagem maximizada

fechar [X]