Medalha Ano Internacional da Astronomia
Medalha Ano Internacional da Astronomia

Escultora Andreia Pereira distinguida com o Prémio Dorita de Castel-Branco

22 de março de 2012

A escultora Andreia Pereira foi distinguida com o Prémio de Medalha Contemporânea de Sintra – Dorita de Castel-Branco pela medalha «Ano Internacional da Astronomia», uma peça de arte produzida em bronze e acrílico pela INCM.

O prémio de medalhística Dorita de Castel-Branco, promovido pela Câmara Municipal de Sintra em colaboração com a Faculdade de Belas-Artes de Lisboa, através da Secção de Investigação e Estudos Volte Face, teve em janeiro a sua sexta edição, durante a qual foram apreciadas 79 medalhas criadas por 42 artistas.

A medalha agora premiada foi concebida por Andreia Pereira «tendo por referente objetos diversos relacionados com a Astronomia, nomeadamente objetos de navegação náutica como o astrolábio, quadrante, sextante» e «apresenta-se sob a premissa base de um medidor de estrelas – instrumento agora fictício, inspirado nos acima descritos, mas cuja função prática é substituída pela função lúdica, de interação com o fruidor».

Além do Prémio atribuído a Andreia Pereira, o júri atribuiu, ainda, sete menções honrosas aos escultores Ana Gonçalves, Helder Batista, Inês B. Gomes, João Duarte, José Simão, José Viriato e Maria Manuela Madureira.

Imagem maximizada

fechar [X]